Loader Website

Tecnologia de pessoas para pessoas

Marketingpoint.
17 de março de 2022

O nosso propósito como empresa de software consiste em apostar no desenvolvimento de produtos que tenham por base ajudar as pessoas a tirar o máximo partido das suas presenças digitais. Com projetos em vários países, afirmamo-nos como parceiros dos seus clientes e garantimos que a qualidade do nosso software nos permite competir de igual para igual em qualquer parte do mundo.

Dentro do assunto, partilhamos a entrevista da Revista Spot.

É o binómio tecnologia-pessoas o futuro, quando se fala no desenvolvimento tecnológico?

Sem dúvida, acreditamos que o valor da tecnologia está no que acresce à vida das pessoas e daí o nosso foco serem os clientes e os utilizadores dos produtos que desenvolvemos.

Quais os projetos mais disruptivos que já realizaram?

Os desafios têm sido cada vez mais e maiores, o que para a nossa equipa é aliciante. É difícil destacar um, mas se calhar o projeto que nos afirmou no lançamento da empresa foi a app móvel que desenvolvemos com a CIN. Esta permite identificar e testar as cores do seu catálogo, fazendo simulações reais. A par disso, projetos que apostam na digitalização de processos de empresas, particularmente PME’s, têm permitido inovar e repensar processos de forma mais otimizada.

Como é que os vossos projetos de destacam?

Em cada projeto o desafio é aprender o negócio do cliente. Não queremos ser mais uma empresa de desenvolvimento, queremos pensar num software em conjunto com o cliente, que resolva os verdadeiros problemas da sua empresa e das suas pessoas. Nós temos um processo que ajuda a equipa e o cliente a terem uma noção muito concreta dos objetivos do projeto. Esta dinâmica resulta em que os clientes nos vejam como uma extensão das suas equipas. Nós aprendemos sobre o que o cliente faz e desconstruímos os processos, para que possam ser automatizados. Temos muitos exemplos disso e, cada vez mais, é o motivo por que nos procuram.

Existe, por parte de algumas empresas, o receio de uma aposta grande na tecnologia, por receio de isso implicar um grande número de despedimentos?

Muitas vezes levanta-se essa questão, mas nós nunca usamos esse argumento, até porque o consideramos errado. Acreditamos que as pessoas devem dedicar o seu tempo a fazer o que mais gostam e criar condições para trabalhar melhor. Um exemplo prático: desenvolvemos uma aplicação web para um projeto que basicamente pega nos dados dos clientes e gera todos os documentos de forma automática, para depois dar seguimento aos processos. Antes era tudo preenchido à mão, a probabilidade de erro era grande, o trabalho era desgastante. A automatização do processo permitiu ao nosso cliente angariar muitos mais clientes, levando-o a aumentar a equipa no apoio ao cliente e vendas.

Existe já uma aposta na internacionalização da empresa?

Neste momento, temos projetos na Suíça, Países Baixos, Suécia e Estados Unidos da América. O nosso crescimento tem sido bastante orgânico, através de recomendações de clientes, quer para projetos em outsourcing/nearshoring ou de desenvolvimento de produto. A afirmação da qualidade do desenvolvimento de software em Portugal permite-nos competir em qualquer mercado.

Como se desenha o futuro da Codepoint?

Queremos continuar a crescer sustentadamente, com projetos que nos motivem, para assim conseguirmos melhorar cada vez mais, o dia a dia das pessoas. Das pessoas da nossa equipa, dos nossos clientes, dos seus colaboradores e dos utilizadores dos seus produtos digitais. Verdadeiramente, tecnologia de pessoas para pessoas.

Partilha
Artigos em destaque
O poder das aplicações móveis no seu negócio
Limpar a cache do navegador: Como e Porquê?
Footer logo
Utilizamos cookies próprios para lhe oferecer uma melhor experiência. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.