Loader Website
Cultura Empresarial
9 de dezembro de 2021

A importância do feedback positivo dentro de uma equipa

Como Community Manager, a procura de ferramentas para melhorar a performance e bem-estar da equipa parece ser interminável. A sede de melhorar e evoluir é incessante. E ainda bem. Por esse motivo, instalei no Slack da Codepoint um novo bot relativo à partilha de feedback entre os membros da equipa. Aproveitei para refletir sobre a importância do feedback positivo dentro de empresas. Num cenário profissional não estamos habituados a reconhecer aquilo que está a correr bem. Em vez disso, somos ensinados a identificar o que está mal, tentando resolvê-lo.  

Parece-me que na maioria dos casos, o feedback mais frequente acontece quando alguém comete um erro, por exemplo: “Erraste em X e Z foram as consequências do teu erro”. Por isso, tendemos a associar a palavra “feedback” a algo de errado e a ficar assustados quando nos perguntam “Posso dar-te algum feedack?”. Imediatamente após isso, sentimos que vamos ser avaliados ou julgados, o que gera em nós um estado de stress.

De forma geral, é menos frequente ouvir um comentário positivo pelas tarefas que correm bem. Muitas vezes, essas são tomadas como garantidas e certas. Porém para que corram bem e sem percalços esse trabalho exige concentração e dedicação. Porque não premiá-lo ou, pelo menos, reconhecê-lo?

Diferença entre feedback positivo e construtivo

Todos nós reconhecemos que o feedback construtivo nos dá a oportunidade de aprender e crescer. Mas, isso não significa que não precisamos de feedback positivo. Na verdade, pode ser subestimado. É uma forma de dar um boot na confiança dos profissionais, assegurando-lhes que confiamos nas suas capacidades e ajudando-os a fazer um trabalho melhor. Esta simples ação faz com que os colaboradores se sintam valorizados, o que, por sua vez, os torna mais motivados e focados. Este apoio e segurança resulta em melhores relações de trabalho e maior retenção. 

O feedback frequente é também importante pois é muito mais fácil para as pessoas aceitarem críticas quando as coisas dão errado se elas também estiverem acostumadas a ouvir coisas positivas.

Dizer "bom trabalho" não é bom suficiente

T-three ajudou-me a perceber que parabenizar alguém pelo seu trabalho não é suficiente. Nesse sentido, aprendi 3 dicas direcionadas a um feedback positivo mais concreto e construtivo:

  • Feedfoward
  • DESC
  • O quê e Porquê

Enquanto o feedback se acaba por focar no passado, o feedfoward concentra-se em melhorias futuras. Por exemplo, em vez de “Não registaste o tempo das tarefas ao fim do dia”, dizer “Por favor, a partir de agora tenta registar o tempo das tarefas ao fim de cada dia”. 

DESC, é uma sigla para “descreve, expressa, especifica e consequências”. Esta técnica resume-se numa forma simples mas poderosa de explicar ao outro o que este pode fazer mais, menos ou de forma diferente de maneira a melhorar e maximizar a sua performance.

Quanto ao “o quê e porquê”, é um método simples de adotar. Basicamente conversar com o outro sobre aquilo que fizeram que te impressionou e o porquê de ser uma boa prática. Por exemplo: “Ainda bem que explicaste pacientemente o processo ao cliente, pois desta forma ficou esclarecido, confiante e contente com o nosso trabalho”.

Ferramenta adotada pela equipa para a troca de feedback

Desde o início que a Codepoint. usa o Slack para conversar individualmente ou em grupo. Já que esta ferramenta permite a instalação de bots, decidimos experimentar o bot da Matterapp. Este bot permite que os membros da equipa troquem entre si frases de feedback personalizadas (kudos) perante toda a equipa, podendo esta reagir a tal. Além disso, este bot incentiva todos os membros a fazê-lo semanalmente, o que acredito ser uma forma de fortalecer os laços entre a equipa. 

Tem funcionado muito bem connosco, a adesão tem sido ótima e o feedback trocado tem impacto positivo no trabalho e disposição de todos. Aconselho imenso a outras empresas que queiram experimentar, pois além de ser grátis, é enriquecedor para todos, praticando a empatia e reconhecimento.

Relacionados
O equílibrio no desenvolvimento de produtos em contexto de agência

Questiono-me várias vezes sobre a utilidade do que estamos a fazer. Como podemos acrescentar valor. ...

O meu estágio em Design

Deixem-me contar-vos a história da minha experiência como estagiária de Design para a Codepoint. Vou...

Footer logo
Utilizamos cookies próprios para lhe oferecer uma melhor experiência. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies. Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.